A Cachaça

Produzida com cana-de-açúcar recém-colhida, a Pitú representa fielmente a tradicional Cachaça do Brasil. Além de um rígido controle de qualidade, o produto é submetido a um processo natural de descanso em tonéis de madeira (conhecidos como marrying tanks), o que lhe confere o aroma e o sabor característicos.

A Cana-de-Açúcar

O Estado de Pernambuco ocupa lugar de destaque na cultura de cana-de-açúcar e na produção da Cachaça no Brasil. Foi na Ilha de Fernando de Noronha que, em 1504, iniciaram-se as primeiras plantações de cana-de-açúcar. Estima-se que a Cachaça foi descoberta entre 1516 e 1526, nos primeiros engenhos de açúcar instalados na região litorânea. Uma história que garante à Cachaça a posição de primeira bebida destilada das Américas.

Processo de

- PRODUÇÃO -

Mestre Destilador

O grande mestre destilador do Engarrafamento Pitú foi um de seus fundadores – o Sr. Joel Cândido Carneiro. Durante toda a sua vida, foi responsável pela produção e pelo controle de qualidade sensorial da Cachaça Pitú.

Seguindo seus passos, a sua neta, Dra. Maria das Vitórias Carneiro Cavalcanti, assumiu o papel e continua trabalhando para garantir os padrões de qualidade da Cachaça Pitú.

Responsabilidade Ambiental

A Pitú tem as suas atividades praticadas de acordo com a legislação ambiental e com um processo de produção sustentável. Conheça mais sobre as iniciativas de sustentabilidade “SAY YES TO NATURE”

Controle de Qualidade

A qualidade da Cachaça Pitú é garantida através de rígidos controles, desde a plantação da cana até o consumidor final. No Laboratório de Análise Sensorial, é avaliada a qualidade do aroma da bebida. No Laboratório Central, são realizadas as análises físico-químicas. E no Laboratório de Produção, é verificada a qualidade de todos os insumos utilizados no processo de envase.